portabilidade de crédito

Portabilidade de Crédito

O que é a Portabilidade de Crédito

O que é e como funciona a Portabilidade de Crédito? Já pensou como seria bom pagar taxas de juros menores que as atuais naquele contrato de financiamento ou empréstimo?

Com a facilidade da portabilidade de crédito isso é possível. Mas afinal o que é portabilidade de crédito?

Portabilidade de Crédito é a possibilidade de transferência de operações de crédito (empréstimos e financiamentos) e de arrendamento mercantil de um banco para o outro. Uma operação muito vantajosa, mas ainda pouco utilizada.

A portabilidade de crédito pode ser realizada por qualquer cliente, pessoa física ou jurídica, mediante o cancelamento do contrato e quitação antecipada da dívida no banco original. As atuais regras da portabilidade de crédito foram definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em 2013. Quando foi criada, a ideia do Governo era estimular a concorrência entre os bancos e diminuir os juros.

Assim, o consumidor poderia transitar entre os bancos que lhe oferecessem maiores vantagens. Mas como funciona essa operação? Muitos consumidores ainda não sabem como funciona a portabilidade de crédito. Na prática, a portabilidade permite transferir as dívidas de um banco para o outro, que cobra juros mais baixos, ocasionando uma redução em sua parcela. Entre os principais motivos que levam um cliente a trocar de banco estão:

– Condições financeiras mais atrativas (em especial taxa de juros mais baixas);

– A qualidade na prestação do serviço (atendimento).

– A portabilidade do empréstimo funciona dessa forma: Banco A (que forneceu o crédito) Mediante a confirmação do cliente, é solicitado ao banco A o valor do saldo devedor para quitação antecipada da dívida. Esse cálculo traz a dívida ao valor presente (e exclui os juros não pagos). O banco então liberado as informações. Banco B (para o qual será migrado) Transfere o valor do contrato (via TED) para o banco A e assume o novo crédito.

O banco B, fica então responsável por emitir novo contrato do empréstimo ou financiamento. No novo empréstimo somente a taxa de juros pode ser alterada. Os prazos para pagamento e o valor da operação original serão mantidos. Assim, o consumidor pagará o restante da dívida, com uma nova taxa de juros no Banco B. E quais dívidas podem ser transferidas? A portabilidade é permitida em linhas de crédito para pessoa física como: cartão de crédito, cheque especial, financiamento de veículo, crédito imobiliário, crédito pessoal e crédito consignado.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *